Número total de visualizações de página

sexta-feira, abril 04, 2008

centro armado de investigação e reflexão de teatro


Quem Somos? O C.A.I.R - TE é um projecto contínuo e consequente com 10 anos ( dez ) anos de existência, 22 ( vinte e duas ) montagens de espectáculos realizadas, para além de animações de rua, teatro para a infância e escolas. Oficinas de iniciação ao teatro com montagens finais de espectáculos e participação em diversos festivais de teatro pelo país e estrangeiro assim como co-produções. Vimo-nos consolidando e firmando como um centro, um núcleo aglutinador ou simplesmente um ponto de partida para o estudo e a pesquisa teatral permanente onde o nosso pilar-mor se ergue e vive: 1º Da investigação do actor, capaz de potencializar, e tomar para si, a responsabilidade, e necessidade, de repensar as práticas e propósitos de um teatro essencial e urgente conciliando com eficácia o teatro com o público ( o homem ) na sua consciencialização, preparação, desenvolvimento, no confronto e diálogo com a sua realidade, a sua identidade cultural, social e o mundo que o cerca. 2º A valorização de uma dramaturgia inovadora, inédita, vigorosa e eficaz na percepção e comunhão do teatro com os seus anseios e inquietações do público a atingir. “Teatro em forma” que emerge fortalecido e afinado com as mudanças e transformações, que contracene e actue com o seu tempo. 3º Na revitalização cénica, através de acções e práticas interventivas capazes de experimentar mudanças, de pensar e contribuir para a renovação e dignificação da cena e do panorama teatral vigente. Promover estratégias e metas, associar o instrumento teatral com todo o seu poder de mobilização e transformação social (ou no máximo individual ), envolvendo e desenvolvendo recursos endógenos, participativos, junto das comunidades e do cidadão comum, carentes ou desprovidos do contacto e acesso a actividades e ofertas culturais, restritas aos grandes centros urbanos e circuitos oficiais da cultura, acima de tudo, sobre um horizonte mais amplo (popular), participativo, optimizando a diversidade. Sensibilizar e fomentar o gosto pelo teatro e a formação de novos públicos potenciais, prontos para serem tocados, trabalhados, na tomada de consciência do seu património cultural, nacional e universal, como portugueses e cidadãos lusófonos e do mundo. Proporcionar o intercâmbio, a interacção de culturas e todos os segmentos e facções da arte com o teatro. Teatro de difusão total, para todas as terras e povos, nesta viragem do milénio. 4º Divulgar e difundir a " Cultura Popular ". " O teatro reconstitui, dota o Homem – na afirmação total de seu poder de comunicação, expressão, sociabilização, crítica e consolidação de sua identidade cultural, política e social. A arte da representação é o livre exercício de apreender, compreender e interpretar a vida, o Homem, a sociedade e o mundo que o rodeia – potencializar o indivíduo ( o ser Social ) na experimentação plena de suas capacidades lúdicas e criativas, na sua coabitação com o colectivo e o social. " William Gavião

Sem comentários: