Número total de visualizações de página

terça-feira, dezembro 13, 2011

(**) 06 Jan.2012_Promoção dos livros

______________________________________________________________

22h38m - 1ª Parte “A Minha Janela” de Rosa Familiar (Romance poético)

Rosa Dias Familiar, nascida a 5 de Setembro de 1970, oriunda de uma família humilde, com um percurso um pouco complicado devido às circunstâncias da época. Actualmente reside na cidade de Santa Maria da Feira, onde também exerce a sua profissão, como Professora do Quadro de Agrupamento da E.B.2,3 Carlos Alberto Ferreira de Almeida, leccionando na E.B.1 de Gesteira no 1º ciclo do Ensino Básico numa das freguesias vizinhas; S. João de Ver.

Terminou os estudos liceais assim como o Curso Complementar de Canto e Formação Musical (8º grau) e iniciou a sua carreira profissional, como professora de Educação Musical. Mais tarde candidatou-se ao Ensino Superior, concluiu a Licenciatura em professores do 1º e 2º ciclo, Variante de Educação Musical.

Ao longo da sua carreira, fez inúmeras acções de formação ligadas à área do ensino, destacando-se em 1994 a formação na área da Língua Gestual, uma forma muito interessante de comunicar e em 2010 formação na área da Matemática onde obteve nota máxima.

A escrita, foi um campo que a fascinou pelo imaginário, daí ser a poesia que a levou até várias páginas de livros editados nos últimos tempos.

Participou num festival da canção infantil, em S. João da Madeira, como autora da letra e música de uma canção que participou no evento. A sua participação em sites ligados à poesia, escrevendo e comentando, foi a rampa de lançamento para se integrar em várias antologias poéticas.

“Na Voragem dos dias” editada em Fevereiro de 2004, foi a sua primeira experiência como escritora. Seguiu-se mais uma experiência em 2006 com a edição de “Artífices das Palavras”. Mais tarde em 2007 participou no livro “Simbiose” onde escreveu para fotografia. Em 2008 o desafio de “Sentidos” foi mais uma etapa ultrapassada com sucesso. Em 2009 participou no concurso da Amicaf com alguns poemas editados na colectânea.

Ao longo destes anos, em que a poesia era uma constante a autora foi escrevendo um romance, uma forma de ver da sua janela o mundo do amor.

É pretensa sua que este livro seja aprazível para os leitores.

 __________________________________________________________________________

00h38m - 2ª Parte “Incursão ao Devaneio” de Denise Poémia (Poesia Semântico - Visual)

Denise Soares, nascida a 1986, sempre se interessou pela escrita desde tenra idade. Não obstante tal fascínio pelas potencialidades da semântica, só há cerca de um ano partilhou os seus escritos com o público.

       Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde, imprimiu um ângulo de visão inevitavelmente psicológico à realidade circundante e ingressou numa panóplia de géneros literários que pretende divulgar num futuro próximo (como uma história transversal a todas as idades, que se pretende terapêutica já que propulsiona a auto-gestão emocional). Após ter tido contacto com uma panóplia de pessoas com doença mental (no decurso da sua tese de mestrado sobre Motivação e Esquizofrenia), discorreu sobre a loucura e sobre a diversidade de leituras que se podem fazer da mesma, dando enfoque a questões como: O comportamento desviante é um fenómeno natural ou um objecto construído?, O que é a loucura?, O que é um comportamento desviante?, Porque problematizamos ou desproblematizamos determinados comportamentos tidos como desviantes?.

       Relativizando pessoas, contextos e lugares  e perspectivando a loucura como uma (potencial) chave para a criatividade e para a criação de soluções empreendedoras, a autora embrenha-se numa incursão aos meandros do devaneio e assume o Louco que habita dentro de si (e em todos nós). É assim que nasce a sua obra poética - "Incursão ao Devaneio", publicada a 23 de Setembro de 2011 (e cujo evento de lançamento decorreu no Auditório do Posto de Turismo do Furadouro e no café-bar-galeria Paralelo 38).


terça-feira, agosto 30, 2011

17 SETEMBRO, 15h38m à margem do "Festival Vagas de Poesia"

 




O Picnik de burgueses e não só, encerra a 1ª Edição do festival “Vagas de Poesia” 2011.
Depois de 7 sessões durante os meses de Julho e Agosto no barParalelo38, esta jornada pretende ser um convívio a ar aberto, conjugando as mais diversas vertentes culturais, escultura, pintura, teatro e literatura.
A entrada é livre, pelo que todos os clientes e amigos estão convidados.
Traz lanche…Junta o teu lanche ao nosso, junta-te à festa…
A festa continua pela noite dentro no barParalelo38

segunda-feira, agosto 29, 2011

Lançamento do Livro "Incursão ao Devaneio"


INCURSÃO AO DEVANEIO
de Denise Poémia

23 SETEMBRO_2011
»» 15h38m Pré Lançamento- Local a definir brevemente
»» 22h38m Lançamento - barParalelo38

Incursões são possíveis desde que hajam visões.
Quando há uma linha fronteiriça bastante ténue entre o normal e o patológico, as visões mais peculiares podem facilmente escorregar para o devaneio. Mas o que é afinal a Loucura? Sem medo e estereótipos, embrenhem-se nesta incursão.
Incursão esta que só se afigura possível através das potencialidades de uma poesia semântico-visual (expressão que encabeça o título principal desta obra). O que é afinal isto (ou o que pretende ser)?
Trata-se de uma poesia que pretende ofertar os pincéis e tintas para que cada um possa desenvolver a mais linda, surreal e idiossincrática tela.
Como? Com palavras! Pois que também é possível fazer quadros e telas com palavras; palavras magistralmente organizadas em frases, descortinando os mais inesperados recursos estilísticos! Afinal consegue-se chegar ao mesmo fim por diferentes meios!
Em suma, o que esta poesia almeja é congratular os interessados com uma bandeja de imagens vívidas, a surgirem em catadupa. E, de repente, temos um quadro  o nosso próprio quadro  a pairar sob nós.
Caros Leitores, agora que já conhecem (ou, pelo menos, antevêem) as potencialidades semântico-visuais que subjazem aos poemas que crio e que jorram, recorrentemente, da complexidade do meu pensar, convido-vos a embarcar nesta incursão aos meandros do devaneio. Por mim, ancorem onde quiserem, quando assim o entenderem.



segunda-feira, agosto 01, 2011

(***) Exposição "Ilustração", pintura de Daniel Padure Até 15 Set.

Acompanha tudo em:


A partir de 01 de Agosto podes consultar tudo o que se está a passar no barParalelo38, no website www.paralelo38.pt.vu

Deixa o teu comentário no separador GUESTBOOK…a tua opinião conta!

A decorrer: Festival “Vagas de Poesia”…todas as Quintas de Agosto.

Edição do Livro "Incursão ao devaneio" de Denise Poémia (BREVEMENTE)

quinta-feira, julho 14, 2011

Festival "Vagas de Poesia"

1º Sessão: Sexta15Jul...Poesia com...
AURORA GAIA
IDIEMA
MARIA MAR
ILDA REGALADO


Julho, Agosto e Setembro: Informação no Cartaz 

quarta-feira, julho 13, 2011

sábado, junho 25, 2011

Sex 01 Julho, Praia do Furadouro-Ovar_Paralelo 38

22h38m - Torneio Bikesprints
23h38m - Ambient session
01h38m - Entrega dos prémios Corrida Alleycat

Festival Cicloria 1º Festival Ciclável da Ria de Aveiro

Festival CicloRia . 1, 2 e 3 de Julho . Ovar, Murtosa e Estarreja

O Festival Itinerante CicloRia convida-te a pedalar pelas paisagens da Ria num encontro com a cultura, a gastronomia, a natureza e as gentes da terra. Um itinerário suave, agitado pelas actividades em bicicleta, embarcações típicas, jogos, artes e concertos musicais.
Um Festival para toda a família, com vários ritmos e intensidades.

quinta-feira, março 31, 2011

segunda-feira, março 21, 2011

(***)Sondagem...


OBRIGADA


domingo, março 20, 2011

(***)Acontece Poesia com Andreia Macedo e Cláudia Pinho_SEX25Mar 23h38m

Sessão de poesia interactiva.
Traz poesia de autores ou da tua autoria e vem participar, vamos poetizar a praia do Furadouro.

Evento no âmbito do dia mundial da poesia.

Informações para paralelo.bar@gmail.com

terça-feira, março 15, 2011

(**) CONVITE: Inauguração Exposição, com Porto d´Honra Terça 15MAR 21h38m

:::::: Patente até 28 Abril ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

sexta-feira, março 04, 2011

::::a dream poetry....by NANA:::::::::entrar no BlogNANA_AQUI_

Poesia é...
Soltar as amarras e voar.
Asas que brotam do meu corpo,
Me levam além,
Me fazem vaguear.
Navegar com ou sem rumo,
Ficar aquém,
E sonhar devagar.
É abraçar o mundo,
Fazer parte do ar,
E flutuar.

de Nana

segunda-feira, fevereiro 28, 2011

(**)SONDAGEM


Existem algumas sondagens ao correr do lado direito do blogue, que visam avaliar o desempenho do bar Paralelo 38, Pelo que é de extrema importância o máximo de participações (votos), de forma a sintetizar cada estudo numa classificação que traduza uma avaliação do serviço prestado. (votos meramente estatísticos)

(**) NOVIDADE: Terminal de Pagamento Automático (TPA)

Somos a informar, que o bar Paralelo 38, já possui Terminal de Pagamento Automático (TPA)
Paralelo 38

(***) Novidade: Modalidade “Cliente Garrafa”


(O conteúdo deste, Post aplica-se apenas às Bebidas Brancas)


No sentido de minimizar o impacto da inevitável actualização dos preços a vigorar desde o inicio do corrente ano, o bar Paralelo 38 vem propondo aos clientes regulares a aquisição da garrafa, ao revés da dose individual, para que desta forma não sintam o impacto da actualização. A receptividade tem sido boa.

Porém, a pedido de vários clientes, e por uma questão de coerência, o Paralelo 38 decidiu alargar este conceito “Cliente Garrafa” a todos os clientes que assim o pretendam.

Assim, somos a informar que os clientes que optem por esta modalidade não só, não serão afectados pelos novos preços, como não pagarão café ou similares de cafetaria nas cinco vezes subsequentes à aquisição da garrafa. Neste conceito estão abrangidas todas as Bebidas Brancas, Whisky´s, Licores, Aguardentes, etc.

Preços sob consulta no local.

Mais se informa, que o estabelecimento já tem pagamento pela via de multibanco.

Informações no local (Paralelo 38) ou para paralelo.bar@gmail.com.

Contudo, e como vem sendo prática, algumas informações pontuais podem ser colocadas nos comentários deste post.

Atentamente:
J.Soares
Paralelo38


domingo, fevereiro 27, 2011

(*) a request...by Bruno Santos http://br.olhares.com/casacas

(*) "Bacocos e bicharocos" Histórias infantis em formato digital contadas por Thomas Bakk, à venda no Paralelo 38 (stock limitado) - preço sob consulta

Actor, contador, dramaturgo. Thomas Back é um prodigioso contador brasileiro. Licenciado em Arte Dramática, tem peças encenadas em Portugal, Brasil e Alemanha, obras publicadas por várias editoras, foi guionista da TV Globo, e actualmente orienta acções de formação nas áreas da Dramaturgia, Teatro, Literatura, Oralidade, Criatividade, e Dinâmicas de Grupo no âmbito do desenvolvimento pessoal e inter-pessoal. Há muito que se dedica à Narração Oral de contos tradicionais e outros da sua autoria. Um trabalho desenvolvido em bibliotecas, livrarias, escolas, faculdades, encontros, seminários, congressos, empresas, Instituições de Acção Social e espaços culturais. Participou da “JORNADA DOS CONTOS”, da Universidade do Minho, em Braga; “PALAVRAS ANDARILHAS”, da biblioteca José Saramago, em Beja; “QUINTAS DOS CONTOS”, do Ateneu, em Coimbra; “CONTOS DA LUA CHEIA” e “FESTIVAL INTERNACIONAL DE NARRAÇÃO ORAL”, em Évora; “PALAVRAS MÁGICAS”, da biblioteca municipal de Lagos, no Algarve, e da “HORA DO CONTO”, nas bibliotecas de Matosinhos, S. Mamede, Perosinho, Pombal, Oeiras, Beja, Évora, Redondo, Alcobaça, Seia, Famalicão, Penedono, entre outras. Em Ovar, já actuou nos bares Paralelo 38 e Gharb al-Ândalus.

(*) inside_sala_1 (_Aqui_)

(*) Paralelo-38_2011_Foto: Bruno Santos

sábado, fevereiro 26, 2011

(***) Passatempo "...Desejo Esdrúxulo"

Os premiados serão publicados neste blog, às 0h do dia 23 Março, e serão devidamente avisados por E-mail, a todos...Boas letras!!!

Citação nº90 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."o ontem que hoje apazigua o amanhã" Autor(a): Fábio Gabriel dos Santos

Citação nº89 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."vida, são actos e memórias reflectidas num assimilar de palavras contínuo e equidistante entre o ontem e o amanhã" Autor(a): Fábio Gabriel dos Santos

Citação nº88 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."a maresia em tempo de tempestade" Autor(a): Carina Resende

Citação nº87 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é.."uma boa dose de magia" Autor(a): Helder Santos

Citação nº86 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."viver o presente, recordar o passado e perspectivar o futuro" Autor(a): Helder Santos

Citação nº85 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."como o vento que nos sopra ao ouvido e nos diz: É bom viver" Autor(a): Helder Santos

Citação nº84 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."uma quadra ou um verso viajante" Autor(a): Carina Resende

Citação nº83 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."uma viagem pelo mundo da leitura" Autor(a): Carina Resende

Citação nº82 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."transformar as palavras em arte" Autor(a): Carina Resende

Citação nº81 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."a única arma que consegue trespassar o pensamento" Autor(a): Francisco Jaime

Citação nº80 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."“Se todos derem todos recebem – lema da minha vida" Autor(a): Emília Costa

Citação nº79 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."o doce sabor das palavras" Autor(a): Catarina Fernandes

Citação nº78 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."uma arte que não se aprende, é um dom que não se escolhe, é um caminho que nunca acaba..." Autor(a): Luis Novo

Citação nº77 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."ser e não ser, é estar e não estar, é amar...sofrer...e viver..." Autor (a): Marlene Damião

Citação nº76 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."a forma de exprimir sentimento que nos vai na alma" Autor(a): Rodrigo

Citação nº75 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."um momento de elevação de grande imaginação" Autor(a): Marlene Damião

Citação nº74 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."a verdade da mentira" Autor(a): Jo

Citação nº73 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."muitas horas de solidão" Autor(a): Carla Morais

Citação nº72 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."a alegria da tristeza" Autor(a): Carla Morais

Citação nº71 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."uma partilha de fraternidade" Autor(a): Carla Morais

Citação nº70 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."um sentimento escondido" Autor(a): Carla Morais

Citação nº69 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."um desabafo acumulado" Autor(a) Carla Morais

Citação nº68 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."uma forma de amar em escita" Autor(a): Carla Morais

Citação nº67 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."a forma de exprimir os sentimentos que nos vai na alma" Autor(a): Rodrigo

Citação nº66 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."um papel pequeno que se torna grande" Autor(a): Rui T.

sexta-feira, fevereiro 25, 2011

Citação nº65 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."o sentimento, o meu sentimento, o nosso sentimento, expresso num momento como o de hoje à noite e de todos os dias" Autor(a): Angela Almeida

Citação nº64 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."algo inconsciente, vem de onde não sabes" Autor(a): Artur Jorge

Citação nº63 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia  é..."liberdade para dentro da cabeça" Autor(a): Uli Cristhine

quinta-feira, fevereiro 24, 2011

Citação nº62 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."um pensamento que brota em pomar e que não dá para podar" Autor(a): Denise Soares

Citação nº61 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é.."o intercruzamento de mim e do tempo" Autor(a): Denise Soares

Citação nº60 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."um novelo que se desdobra sobre os jardins da vida" Autor(a): Denise Soares

Citação nº59 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

 Poesia é..."um vôo sem asas" Autor(a): Denise Soares

Citação nº58 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

A poesia é..." um pássaro que voa quando os Sentimentos lhe abrem a gaiola" Autor(a) Denise Soares

Citação nº57 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."como uma banana, só depois de descascar é que se consegue saborear" Autor(a): Joana Rita

Citação nº56 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."como um cigarro, acaba depressa" Autor(a): Cristina Valente

Citação nº55 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."algo macabro que a muita gente incomoda, que vem como o sábio untar e unir o que está na moda!" Autor(a) Alexandre

Citação nº54 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."o encontro da alma com a escrita" Autor(a): Graciete

Citação nº53 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."uma efémera elevação do que sente em si o Poeta e o seu coração" Autor(a) Tatiana Valente

Citação nº52 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."soltar um grito suavemente ouvido por Ti" Autor (a): Joana P. Couceiro

Citação nº51 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."partir e voltar ao mesmo lugar" Autor (a): Joana P. Couceiro

Citação nº50 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."apertar o coração desapertando a alma" Autor (a): Joana P, Couceiro

quarta-feira, fevereiro 23, 2011

Citação nº49 - Passatempo "...desejo esdrúxulo

Poesia é..."como uma linha em branco" Autor(a): André Rebelo

Dùvidas passatempo "Desejo esdrúxulo"

ALERTA:
Serve este separador (Post), para esclarecimentos de dúvidas  (pela via dos comentários), no âmbito do passatempo "Desejo Esdrúxulo"...prazo médio de resposta...24h. Atentamente, Paralelo 38

Citação nº48 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."libertação do pensamento e da alma" Autor(a): Micaela Costa

Citação nº47 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."a embriaguez do estado de espírito" Autor(a): Ana Direitinho

terça-feira, fevereiro 22, 2011

Citação nº46 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é…Soltar as amarras e voar. Asas que brotam do meu corpo, me levam além, me fazem vaguear. Navegar com ou sem rumo, ficar aquém, e sonhar devagar. É abraçar o mundo, fazer parte do ar, e Flutuar... Autor(a) Joana P. Couceiro

domingo, fevereiro 20, 2011

Citação nº45 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."dizer muito em poucas palavras" Autor(a) Thomas Bakk

sábado, fevereiro 19, 2011

Citação nº44 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."estourar com o limite, e no final sobrevoar intensamente sob os sentidos" Autor(a) Ana Silva

Citação nº43 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."para ser ouvida, lida e sentida. Poesia adoça a alma, um estado d´alma...portanto!" Autor(a) Elisabete Fernanda

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

ALERTA

Os post´s mais extensos são o evoluir da citação para o poema, amavelmente cedidos pelos autores, sendo que apenas a citação (1º parte do poema), também alojada no blog, estará sujeita a votação no âmbito do passatempo “desejo esdrúxulo”. Todos os participantes que pretendam evoluir, …”da citação ao poema”… enviem para paralelo.bar@gmail.com, e será alojado no painel principal do blog, nos termos acima designados (não inseridos no passatempo). Sem prejuízo é claro, de estarem abertos a comentários por parte de todos. Boas letras Paralelo 38

Citação nº42 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."comunicação secreta com sofrimento do homem" Autor(a) Pablo Neruda por F.B.

quinta-feira, fevereiro 17, 2011

Citação nº41 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."uma criança que brinca... um balão a voar... um pássaro assustado... alguém o tenta apanhar... um gesto sentido, um abraço apertado, um sorriso sincero... um momento gravado" Autor(a) Beta M.

Citação nº40 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um Paralelo com caráter emocional, que nos toca a sensibilidade. A poesia sugere 38 emoções esdrúxulas por meio de uma linguagem" Autor(a) Nelson Gaspar

quarta-feira, fevereiro 16, 2011

Citação nº39 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é ..."o gourmet dos sentimentos" Autor(a) Fernando Correia

Citação nº38 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."o desejo esdrúxulo das palavras oxítonas e paroxítonas" Autor (a) Joaquim Soares

...da citação ao poema!!!...por Angélica Ramos Silva

Poesia é… Rima, Em prosa ou verso, Tudo se imagina, Expressão de sentimentos, Sentimentos que são humanos, Expressão de sentimentos, Ideias, Diário de poetas, Emoções, Alegria ou tristeza, Conjunto de palavras, Palavras que formam versos, Versos que formam quadras, Quadras que formam poemas, Poemas com sentimentos puros, A arte de escrever um verso, Relaxa a olhos vistos, Sem um, pouco de poesia, Eu, tu, todos, Não teríamos sentido. Porque não palavras doces? Porque não poesia, Versos, muitos, Formas, Embelezamento, Polémica, Composição, Valor, Mensagem, Amor, dor, enfim um desabafo, As nossas almas… Angélica Ramos Silva

Citação nº37 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."rima em prosa. Tudo se imagina, expressão de sentimentos..." Autor(a) Angélica Ramos Silva

Citação nº36 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um poema..." Autor(a) Chico_80

Citação nº35 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é... " a arte encontrada nas palavras, e o sentimento que o leitor quer dar ao que lê..."Autor(a) Fatinha

Citação nº34 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."alegria e tristeza, belo e feio, pobreza e riqueza, o acordar e adormecer, vida e o depois da morte, a poesia..." Autor(a) Pedro Pipa

domingo, fevereiro 13, 2011

Citação nº33 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."expressar por palavras os sons do coração" Autor(a): Hélder Ferreira

sábado, fevereiro 12, 2011

Citação nº32 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um estado de felicidade que eu persigo por toda a eternidade" Autor(a) Artur Dias

Citação nº31 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."a passagem dos sentimentos reais para o papel, ler e sentir o que está escrito" Autor(a) Hugo Neves

Citação nº30 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."não ter que pensar mas sentir...ao ler" Autor(a) José Neves

quinta-feira, fevereiro 10, 2011

...da citação...ao poema!!! por Daniel Oliveira

"A Poesia é uma forma de sentir, de ser, estar e existir… É ter miríades de desejos que nos levam mais além, É uma forma de cortar as amarras que acorrentam o furacão de sonhos e ideias que nos invadem a alma, É a harmonia de possuir sinfonias de imagens que as palavras tornam vivas, É uma forma de encarnar os sonhos que no mais íntimo de nós residem, É sentir a brisa fresca das palavras no calor do nosso pensamento… E desta sã loucura brotam os versos (ora os brancos, ora os que rimam), E os desejos, sonhos, ideias e imagens encarnam nas palavras, que moldam a estrutura, e no poema culminam." Daniel Oliveira

Citação nº29 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."uma forma de sentir, de ser, estar e existir…" Autor(a) Daniel Oliveira

terça-feira, fevereiro 08, 2011

Citação nº28 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."o renascer de uma nova vida" Autor(a) Rosa Jesus

Citação nº27 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."H2O!!!" Autor(a) Carlos Conde

segunda-feira, fevereiro 07, 2011

Citação nº26 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."ocar a alma daquele que ousou um dia sentir" Autor(a) Darlene Costa

sexta-feira, fevereiro 04, 2011

Citação nº25 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."o fluir dos sentimentos que nos nutrem a alma e aquecem o corpo" Autor(a): Cláudia Oliveira

Citação nº24 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um desabafo do estado de espirito" Autor(a): Liliana Pereira

Citação nº23 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um sorrido de criança, uma borboleta voando, um botão desabrochando. Poesia é ao fim e ao cabo a própria vida. Ás vezes um poema lindo, outras um poema amargo" Autor(a): Hugo Oliveira

Citação nº22 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."poesia, vida é vida. Felizes aqueles que conseguem juntar ambas e fazer da vida uma poesia" Autor(a) Margarida B.

Citação nº21 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."poesia não é só um texto que se divide em estrofes e versos. Poesia é uma forma de se expressar e transmitir sentimentos" Autor(a) Hugo O.

Como autenticar votação, via comentário!!!

Preferencialmente os votos nas citações devem ser identificados, sendo que os votos anónimos também serão válidos. Como votar com identificação: 1º Aceder a comentários; 2º Deixar comentário (opcional), seguido da expressão “VOTO” (obrigatório); 3º Seleccionar Nome/URL – escrever Nome; 4º Publicar o comentário. Boas leituras…Boa sorte aos participantes! Paralelo 38

Citação nº20 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."dois cafés e três finos" Autor(a): Tiago Barbosa

sexta-feira, janeiro 28, 2011

Citação nº19 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um fôlego de inspiração, um pedaço de mim que quero esquecer, para a mortalidade" Autor(a): Vera Valente

Citação nº18 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um pensamento criado pela consciência e exposto em palavras" Autor(a): Diogo Barros

quinta-feira, janeiro 27, 2011

Citação nº17 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um caminho desconhecido talvez a explorar" Autor(a): Cristina Borges

Citação nº16 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um universo paralelo sintonizado numa frequência que corresponde à realidade" Autor(a) Tânia P.F.Carvalho

Citação nº15 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."uma competição de palavras que lutam pelo sentido da vida" Autor(a) Beta Lopes

terça-feira, janeiro 25, 2011

Citação nº14 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."destruir o passado, alicerçar o presente, construir o futuro" Autor(a) Artur Dias

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Citação nº13 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um estado de espírito" Autor(a): Manuel Ferreira

Citação nº12 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."a fuga de pensamentos , que escapa por entre a tinta de uma caneta vulgar" Autor(a) Tânia Carvalho

Citação nº11 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."um jantar à luz de velas, onde nos cozinham massa, nos servem com glamour e nos acompanham com uma boa conversa" Autor(a) Patricia Ferreira

Citação nº10 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."desenrolar das palavras trilhos para passos insubmissos" Autor(a) Claúdia Pinho

domingo, janeiro 23, 2011

Citação nº9 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."o espectro da alma" Autor: Rafael Brandão

Citação nº8 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."o clamar da alma numa noite em que a lua dança" Autor(a): Adelaide Silva

sábado, janeiro 22, 2011

Citação nº7 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."expressar em palavras o que a alma sente" Autor(a): Sergio Ribeiro

Citação nº6 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."pele que se sente, com um distante tocar de vontade" Autor(a): António Jesus

Citação nº5 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."todos diferentes, todos iguais, mas há uns quantos bacanos a mais" Autor(a): Catarina Valinho

Citação nº4 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."a sensibilidade no escrever" Autor(a): Nuno Careca

Citação nº3 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."uma arma carregada de futuro" Autor(a): Magui

quinta-feira, janeiro 20, 2011

Citação nº2 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."a descoberta e a partilha dos sons e das palavras que habitam em cada um de nós" Autor(a): Márcia Almeida

terça-feira, janeiro 18, 2011

Citação nº1 - Passatempo "...desejo esdrúxulo"

Poesia é..."conseguir ver para além da visão" Autor(a): Vitoriano Souza

segunda-feira, janeiro 17, 2011

sábado, janeiro 01, 2011

(**) PATENTE_Exposição "Linhas" - Pintura de Mário Afonso - Até 11 Março

«Linhas que aos poucos se multiplicam, Linhas que suavemente se unem, Linhas que orientam o esboço, Linhas que numa nova imagem se transformam. E do pincel saem as cores e as formas e, na tela, estas ganham vida. E, ao de leve, esta nova vida timidamente se esconde entre sinestesias e metáforas e assim brota da tela nua a essência de uma pintura.» Mário Afonso

sexta-feira, novembro 26, 2010

Exposição "Oradour-Sur-Glane" Fotografia de Duarte Regalado_até 02 Jan2011

10 de Junho de 1944, Oradour-Sur-Glane, uma pequena vila Francesa situada nas proximidades de Limoges é cercada pela 2º Divisão Panzer SS “das Reich”. A pretexto de serem verificadas as identidades dos seus habitantes toda a população é obrigada a reunir-se na praça principal desta pequena localidade. Rapidamente o argumento muda e a busca de armas e explosivos escondidos, passa a ser o motivo evocado. Os homens são separados das mulheres e crianças enquanto os soldados presumivelmente efectuam as buscas. Mulheres e crianças são levadas para a igreja, enquanto os homens são divididos em seis grupos e encaminhados para celeiros. O que aconteceu de seguida não tem explicação: pouco depois das 16h e com toda a cidade cercada, a SS começa a matar todos os homens para pouco depois, por volta das 17h ser colocada uma bomba de gás na igreja. Esta bomba não funciona como o esperado, mas isso não altera os propósitos dos soldados: ainda hoje é possível ver as marcas das balas utilizadas para matar as mulheres e as crianças. Em cima dos corpos é, de seguida empilhada madeira e ateado fogo queimando os corpos e matando as pessoas que ainda se encontravam vivas, dentro da igreja Madame Rouffanche é a única sobrevivente desta verdadeira chacina. Momentos antes vê a filha ser morta com uma bala, mas consegue fugir pela janela junto ao altar. Uma mulher segue-a com um bebé ao colo, o choro deste último alerta os soldados que disparam e atingem as duas mulheres e a criança. Só Madame Rouffanche sobrevive e consegue escapar ainda que ferida. Morreram ao todo 642 pessoas. Não há compaixão por ninguém. Um bebé é queimado até à morte no forno da padaria local. Quem entra na cidade para saber o que se passa é abatido a tiro. A destruição continua no final da tarde. As casas são saqueadas e todas queimadas até à retirada final da unidade a 13 de Junho de 1944. Hoje a aldeia mantém-se tal como ficou nesse dia. AS FOTOS SÃO O REGISTO DO CENÁRIO QUE POR LÁ ACONTECEU.

segunda-feira, outubro 25, 2010