Número total de visualizações de página

terça-feira, junho 30, 2009

"STAND UP POETRY" diz-se poesia com Andreia Macedo sex17jul 23h38m paralelo_38 café-bar-galeria praia do furadouro (entrada livre)

Sim, acho que “Stand Up Poetry” pode ser um bom título. Uma espécie de “Vamos lá ver quanto tempo aguentas de pé a dizer poesia”…. ou “quanto tempo aguenta o público bem acordado a ouvir poesia”. Sem truques!, só a actriz, o público e os poemas – não os da própria… vamo-nos garantir com os Poetas. Nem mais nem menos, à excepção de emoções (que é do melhor para quem sofre de sonolência) e, talvez, de uma cadeira (para Stand Up mais alto). Depois, subtilmente, como quem só quer entreter, passar mensagens de beleza, consciência e humanidade de grandes autores.

"o maior besta-séller do mundo" sessão de contos bestial por Thomas Bakk sex24jul 23h38m - entrada livre

Thomas Bakk é dramaturgo, encenador, actor, contador exímio de histórias e divulgador incansável do cordel. Brasileiro de origem, Thomas Bakk veio a radicar-se na cidade do Porto onde tem desenvolvido uma actividade notável em variadíssimas áreas, desde o teatro ao conto oral, realizando cursos de formação, preparando e organizando acções de teatro de rua ou para crianças, animando programas de rádio e apresentando-se como declamador de histórias de cordel. Tudo isso graças a uma imaginação prodigiosa e a uma versatilidade criativa fora do comum. Thomas Bakk desenvolve actualmente a sua actividade de actor nos «Maus Hábitos», conhecido bar da Rua Passos Manuel, na cidade do Porto, onde tem apresentado algumas das suas criações. Anima também um programa de rádio que é transmitido todas as 3ªs feiras às 22 horas na Rádio Universitária do Minho. E não se cansa de levar o teatro e o cordel aos quatro cantos de Portugal. Nesta sessão de contos bestial, os contos são da autoria de Thomas Bakk, autor, actor e contador de histórias. As histórias são contadas pelo próprio autor que interpreta várias personagens, utilizando o Teatro, a Música, e a interacção com o público, num espectáculo surpreendente e divertido!

segunda-feira, junho 29, 2009

"em_baladas" concerto por José Almada-Qui30jul23h38m

José Almada surgiu no final dos anos 60 integrando uma corrente musical designada por baladeiros. Começou a cantar aos 18 anos, altura em que lançou o seu primeiro disco intitulado “Homenagem”, em 1970. Nasceu em Guimarães em 1951 e viveu os seus primeiros anos no Douro (entre a Régua e Lamego). Notabilizou-se também pelo cunho solidário e de preocupação social que imprimiu às suas composições musicais, de tal forma que para gravar um dos seus temas mais emblemáticos, “Mendigos”, foi viver durante uma semana com um mendigo, na Régua.

workshop "oficina de iniciação ao teatro" inscrições até 31ago ministrado por Thomas Bakk

quarta-feira, junho 24, 2009

exposição"porto & branco" fotografia de Vera Valente de 26jun a 31jul

"Não sejas como a névoa, nem quimera. Demora-te, demora-te assim: Faz o olhar Tempo sem tempo, espaço Limpo — do deserto ou do mar." Eugénio De Andrade